Janela 10/40 Irã

"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." I Cotíntios 15: 19


O Irã é classificado como o 2º maior perseguidor aos cristãos no mundo atual. O também conhecido como República Islâmica do Irã, está localizado no Oriente Médio, fazendo parte do continente Asiático. O território iraniano é predominantemente desértico. A economia do país é baseada na extração de petróleo.  
O Irã não é um povo recente, esta nação remonta os tempos bíblicos de Ester, Esdras e Neemias, pois são descendentes do antigo império Persa. Sendo assim, a nação passou por altos e baixos, que a formaram no que é agora. Atualmente, o Irã é uma república de governo teocrático, que concede à autoridade um poder divino, tornando-o o “líder supremo” do país e do povo. Povo esse que, como bem anuncia o nome patrício, considera-se um “povo ariano”, significado de Irã. 
Seu contingente populacional é grande, aproximando-se de 78 milhões de habitantes. A maioria esmagadora dos cidadãos desse país é muçulmana, o que faz deste país um dos mais intolerantes ao cristianismo. Sob uma opressão aterrorizante, apenas poucos, muito poucos dessa população receberam a salvação pela fé no Filho de Deus, Jesus Cristo. O evangelismo é proibido, e aqueles que ousam fazê-lo abertamente, o fazem vertendo seu próprio sangue à pena de morte. A vida não é fácil para o cristão iraniano – o testemunho aberto é proibido e o governo se utiliza de espiões para monitorar os grupos cristãos. Os crentes também são discriminados no acesso a educação, emprego e propriedade de imóveis. Nos últimos cinco anos, vários pastores foram assassinados.
Num país tão injusto e rigoroso, desumano, os crentes encontram em Jesus ousadia e coragem para cantarem, dançarem e evangelizarem. A igreja de Jesus Cristo é aquela que não teme a morte porque recebeu a promessa de vida eterna. Assista ao vídeo abaixo e conheça a igreja subterrânea do Irã, os cristãos secretos:



 Sem mais palavras!

1 comentários:

At 16 de junho de 2011 17:11 Erlon Andrade said...

Para tudo existe um inicio, e assim acontece no Irã. Aqui onde temos toda a liberdade, fazemos tudo ao contrário.

 

Postar um comentário

Pesquisar neste blog